W3Schools

A Polícia Civil de Valença, no Sul do Rio de Janeiro, divulgou nesta quinta-feira (3) que conseguiu identificar e localizar a mulher responsável por abandonar um bebê recém-nascido próximo de uma ciclovia, na Rodovia do Contorno.

O caso aconteceu no dia 30 de julho, no bairro Jardim Valença. Na ocasião, uma pessoa que passava pelo local encontrou a criança enrolada em uma toalha, no meio do mato.

O bebê tinha escoriações e foi encaminhado ao Hospital Maternidade Escola. Após receber os devidos cuidados médicos, ele foi colocado para adoção.

Ao tomar conhecimento do caso, a polícia de início a um trabalho de buscas para encontrar a mãe da criança.

Segundo os agentes, nenhum registro de parto foi feitos nas maternidades da cidade naquele dia e todas as gestantes que estavam sendo acompanhadas no município não tinham dado à luz.

No dia 29 de outubro, a polícia recebeu informações sobre uma casa, no bairro Santa Rosa II, onde a criança teria nascido.

De acordo com os agentes, o local funciona como um Centro Espírita e a mulher estava morando ali na ocasião. Em depoimento, o responsável pelo imóvel disse que ela teria o procurado alegando ter problemas espirituais.

O homem informou ainda que a criança nasceu na varanda da casa durante a madrugada e que, após o parto, a mulher fugiu com a criança e ele não conseguiu impedi-la. Segundo ele, ela teria voltado para o Espírito Santo, onde morava antes de vir para Valença.

Depois de cruzar as informações levantadas, a polícia conseguiu identificar a irmã da suspeita, que alegou que ela sofre de problemas psicológicos e que era sua representante legal.

No final de novembro, as duas estiveram em Valença para prestar esclarecimentos e a Polícia Civil confirmou que, de fato, ela era a mãe da criança abandonada. A mulher, de 41 anos, foi autuada por abandono de incapaz e vai responder pelo crime em liberdade.

Fonte: G1

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem