W3Schools
Foto: Reprodução/Friburguense


Nascido e criado em Nova Friburgo, Márcio Guindani Soares, o Bidu, viveu a carreira para defender o time da cidade. Ele passou por clubes como Avaí, Brasiliense e Tigres, é verdade.

Mas sempre acabava voltando ao Friburguense, seja jogando de volante ou de zagueiro. Rotina que não se repetirá em 2021. Nesta segunda-feira (28), aos 39 anos, Bidu anunciou o fim da carreira.

"Tudo na vida tem seu momento. Meu momento como jogador profissional está se encerrando", disse Bidu no RJ1 desta terça (29). "Agradeço a minha família, meus pais e minhas irmãs, todos que estiveram ao meu lado˜, completou em uma longa lista de agradecimentos.

Nas estatísticas oficiais, são apenas 7 gols em 20 anos de carreira. Mas vários marcantes, como o único contra o Flamengo na derrota de 7 a 1 no Maracanã em 2011, logo no primeiro jogo profissional.

No mesmo ano, marcou um dos gols no empate de 2 a 2 com o Serra Macaense, na Segunda Divisão, que valeu a volta para a elite, no mesmo ano das enchentes de 2011, quando mais de 900 pessoas perderam a vida.

Encerrada a carreira, Bidu agora deve se juntar a comissão técnica do Frizão para a Seletiva do Carioca 2021, onde se junta ao técnico Cadão e ao auxiliar Sérgio Gomes, companheiros de time no passado.

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem