W3Schools

Comments

Recent

Bottom Ad [Post Page]

Archive

Full width home advertisement

Author Description

Hey there, We are Blossom Themes! We are trying to provide you the new way to look and use the blogger templates. Our designers are working hard and pushing the boundaries of possibilities to widen the horizon of the regular templates and provide high quality blogger templates to all hardworking bloggers!

Post Page Advertisement [Top]

Advertisement


A Tenente-Coronel Simone de Almeida Silva assumiu na manhã desta sexta-feira (18/09) o comando do 26° BPM (Petrópolis).

Pela primeira vez em seus 30 anos de história, a unidade sediada em Petrópolis será comandada por uma mulher. Ela assumiu o posto do também Tenente-Coronel Christoph Carvalho Bezerra Leite, que será o novo subsecretário de Comando e Controle da Polícia Militar.

Além da Tenente-Coronel Simone, que ocupava o cargo de subcomandante do 2º BPM (Botafogo), outras duas mulheres estão à frente de unidades de área: a Tenente-Coronel Andréia Ferreira da Silva Campos, do 28º BPM (Volta Redonda); e a Tenente-Coronel Luciana Rodrigues de Oliveira, 37º BPM (Resende).


Ao ingressar na Polícia Militar, em 2000, a Tenente-Coronel Simone atou no início da carreira de oficial da Corporação na unidade de Petrópolis e, durante a última década, foi diretora de Administração da Subsecretaria Adjunta de Operações Aéreas do Rio de Janeiro (entre 2010 e 20130; secretária do Estado Maior Geral (entre 2013 e 2016); chefe de Escritório de Programas de Prevenção do Estado Maior (2017); chefe de Gabinete da Secretaria Estadual de Vitimização do Rio de Janeiro (2019); e subcomandante do 4º BPM (São Cristóvão) e do 2º BPM (Botafogo).

A Tenente-Coronel Simone registra mais uma etapa da história da presença da mulher na Polícia Militar do Rio de Janeiro.



As mulheres começaram a ingressar na Corporação em 1982 com a primeira turma de praças e, um ano depois, com a primeira turma de oficiais.

Hoje, dos quase 45 mil integrantes da Corporação, as mulheres representam 12% do total da tropa. Além de comandar três das 39 unidades de área no estado, as oficiais mulheres ocupam postos-chaves nos setores administrativos e nas áreas de ensino e saúde.

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem