W3Schools

O ex-prefeito de Volta Redonda, Gothardo Lopes Netto, que foi preso nesta sexta-feira (28) em uma operação que investiga suspeitas de fraudes na saúde do estado, passou mal na Polícia Federal de Volta Redonda.

Gothardo foi levado pelo Samu, acompanhado da Polícia Federal, ao seu próprio hospital, no bairro Jardim Amália. Pelo que foi apurado pelo site, a pressão de Gothardo subiu e ele passará por exames no local.

Além de Gothardo, foram presos nesta sexta-feira o Pastor Everaldo, do PSC; e Lucas Tristão, ex-secretário do governo Witzel. Já o governador foi afastado do cargo. Ele se disse indignado com a situação.


Entenda o caso

O ex-prefeito de Volta Redonda Gothardo Lopes Netto foi preso na manhã desta sexta-feira (28), na mesma operação que prendeu o líder da executiva nacional do PSC, Pastor Everaldo, e afastou o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel.

A informação da prisão foi divulgada pelo G1 e pelo jornal O GLOBO. A Polícia Federal esteve na casa do ex-prefeito, em Volta Redonda, nas primeiras horas da manhã desta sexta.

Além de Gothardo e Everaldo, foi expedido mandado de prisão contra o advogado Lucas Tristão, ex-secretário de Desenvolvimento Econômico de Witzel.

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem