W3Schools

As atividades turísticas no município de Valença ganharam um novo fôlego, neste mês de julho. Um decreto publicado pela prefeitura possibilita, desde a última quarta-feira (15), a flexibilização do setor hoteleiro, tanto na cidade, quantos nos distritos, durante o período de pandemia.

No documento assinado pelo prefeito, Fernadinho Graça, um conjunto de regras sanitárias foram adotadas, seguindo os protocolos da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Nacional.

Entre elas está um ajuste no limite da capacidade de funcionamento da rede hoteleira, fixada em 50%. Os estabelecimentos também precisam cumprir as normas de higienização e distanciamento entre os hôspedes, assim como recomenda o Ministério do Turismo, após o lançamento do ‘Selo do Turismo Consciente’.

Contudo, a continuidade da prestação de serviço irá obedecer a mesma regra utilizada para a flexibilização do comércio, onde a taxa de ocupação dos leitos clínicos e UTIs, públicos e privados, somados, não podem ultrapassar o limite estipulado de 60% de ocupação.

Para o presidente do Conselho de Turismo de Valença, Alexandre Moraes, a medida de flexibilização foi acertada, considerando que o decreto foi elaborado de forma que o empresário pudesse se preparar para a retomada das atividades e atender as medidas de segurança necessárias.

“Primeiramente, foi muito importante a forma o qual o decreto foi elaborado, divulgado de forma antecipada, no fim do mês de junho, para que os hotéis e pousadas tivessem 15 dias para se adequar e atender todas as normas de segurança para a presenção da covid-19. Outra questão foi que essa antecendência permitiu que os empresários pudessem ofertar pacotes para atrair os turistas já nos primeiros dias de flexibilização” afirma Alexandre.

“O Distrito de Conservatória é a Capital Nacional da Seresta e um dos maiores pólos turísticos do Estado do Rio de Janeiro. A economia do Distrito gira em torno deste seguimento, com seus hotéis, pousadas e restaurantes. Essa retomada com segurança, respeitando as normas e preservando a saúde, volta a viabilizar a vocação econômica de Conservatória”, finaliza.

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem