W3Schools
Foto: Detran-Rj

O Detran-RJ e a a Fundação Leão XIII deram início neste sábado (18) em um mutirão para emissão de carteiras de identidade para os idosos e acolhidos, residentes de abrigos.

Equipes da Diretoria de Identificação Civil fizeram a emissão de primeira e segunda via de identidade para 60 idosos, do Centro de Recuperação Social de Campo Grande, com isenção de todas as taxas. Até a próxima semana, 154 acolhidos que necessitam ter o documento serão contemplados.

A Fundação Leão XIII nos sinalizou que existe uma grande demanda de idosos com a carteira de identidade desatualizada e acolhidos sem o documento de identificação. Neste momento de pandemia, precisamos cumprir nossa função social e estamos levando nossos funcionários, com todo o cuidado sanitário necessário, para fazer o atendimento para quem mais precisa. Com isso, além de facilitar o acesso a auxílios emergenciais, benefícios e pensões, o novo documento também vai promover a inclusão e resgate da dignidade dessas pessoas, explicou o presidente do Detran, Marcello Braga Maia.

Com o novo documento em mãos, o acolhido do abrigo de Campo Grande, José Carneiro da Silva (foto), de 70 anos, comentou sobre a iniciativa. “Estou muito feliz. Agradeço muito a oportunidade pois nesse momento de pandemia não é prudente a minha locomoção e a ação facilitou muito a minha vida. Em todos os sentidos”, disse.

Seu Aluizio Viana, de 68 anos, também teve sua nova identidade emitida na ação. “Eu sou muito realizado aqui, e ter carteira de identidade nova pra todos nós é muito importante. A gente se sente importante e valorizado”, contou Aluizio também conhecido como Seu Tomate.

O evento também acontece neste domingo (19), na Vila Residencial de idosos, em Nova Sepetiba. No sábado, dia 25, a ação será para os acolhidos do Centro de Recuperação Social em Itaipu, Niterói.

“Estamos montando uma força-tarefa para ajudar o mutirão. Os idosos terão o novo modelo do documento expedido com foto atualizada e digital impressa. Nunca é tarde para cidadania”, disse o diretor de Identificação Civil, Pedro Paulo Thompson.

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem