W3Schools

O ex-secretário de Saúde do estado do Rio de Janeiro Edmar Santos apresentou um conjunto de documentos que comprovariam o envolvimento do governador Wilson Witzel num esquema de corrupção na saúde pública fluminense, em seu acordo de delação com a Procuradoria-Geral da República (PGR).

O esquema é investigado pelo Ministério Público Federal e a Polícia Federal, na Operação Placebo, e também pelo MP do estado do Rio e a Polícia Civil, com a Operação Mercadores do Caos. 

Entre os fatos investigados por ambas operações está a compra de respiradores para atender a rede de saúde durante a pandemia do coronavírus.

Edmar Santos teria se comprometido a devolver R$ 8,5 milhões do esquema de afanou os cofres públicos, e “entrega o dinheiro e os culpados”, segundo o site da revista Veja.

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem