W3Schools


Acordei e vi na soleira da janela um estranho jornal. Com certeza foi Claudinha que o deixara ali. Afinal, não tem motivo para se ter um objeto tão obsoleto em casa.

Tá certo que estava um pouco convidativo e já que estava ali não custava nada dar uma olhadinha. Página por página fui cedendo àquelas arcaicas páginas.

Depois de umas duas páginas comecei a sentir uma estranha dor. Não sabia exatamente de onde vinha, só sabia que era da parte de cima. Assustei logo com aquela persistência que vinha daquela dor. Peguei rapidamente o telefone e marquei um médico, não parecia ser normal!

Chegando ao consultório queixei-me ao doutor e ele foi logo iniciando uma conversa que parecia se alongar. Quanto mais falava, mais doía.

Conte-me de sua rotina. – disse o médico.

Nada de mais, doutor. Acordo por volta das 10:00 e vou logo dando uma olhada nas mensagens do whatsapp, afinal de contas, tenho que me atualizar. 12:00 levanto, almoço tranquilamente.

14:00 abro um livro que tem lá em casa para tirar uma frase interessante para a legenda da foto para o Instagram. 14:02 começo assistir minhas séries. Quando vejo, já deu três da manhã e tenho que dormir. O dia é curto, doutor!

O doutor me olhou com um sorriso meio torto, começou a falar algo sobre rotina, mas não dei muita atenção, estes textos e discursos longos de mais fazem a dor voltar. De repente ouvi uma palavra diferente, alguma coisa a respeito de cérebro.

Não tive mais paciência para escutar, afinal de contas já era 14:02 e estava na hora de maratonar!

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem