W3Schools

Quem não conhece alguém que já começa o dia dizendo que está sem tempo? Hoje a grande máxima mais explorada pela sociedade, talvez seja essa: “estou sem tempo”.

Por outro lado, vivemos cada vez mais enredados pela perspectiva daquilo que ainda está por vir. Em uma sociedade regida pela ansiedade e pelo desejo constante de produzir, tiramos os olhos das qualidades dos conteúdos, da profundidade dos pensamentos e nos voltamos para produzir. Se o produto é ruim ou bom, pouco paramos para analisar.

Um mal remediável. Basta olhar para o momento presente e desejar vivê-lo com a mesma vontade que se planeja o amanhã. Dar lugar a ansiedade que consome o tempo presente fazendo olhar para o que ainda virá, e perceber o que já veio e é a sua realidade do agora. A pauta do agora tem se tornado única: pensar no depois.

Não se trata aqui de viver arbitrariamente, mas ser coerente com uma organização primeira: viver o tempo presente. O hoje vem antes do amanhã, portanto precisa ser pensado, organizado e vivido.

Por fim, mais contraditório que viver flutuando sobre o hoje para planejar o amanhã, só o título dessa crônica. Não fira o amanhã com o hoje que vive mal vivido.

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem